Forgot your password?

We just sent you an email, containing instructions for how to reset your password.

Sign in

  • O sofrimento ou a curiosidade podem nos levar à reflexões reveladoras dos critérios que conservamos para escolher em nosso viver.

    Pertencer a determinados contextos relacionais pode trazer sofrimento, quando sofrer é o único modo de pertencer a estes contextos.

    Nossas coerências íntimas, relevantes em contextos no passado, muitas vezes se impõem às situações no presente que não têm nada a ver.

    Somos seres multicontextuais e frequentemente nossos contextos íntimos se colidem em situações de nosso cotidiano.

    Muitas vezes conservamos uma determinada dimensão contextual íntima e, sem percebermos, a aplicamos em outros contextos relacionais distintos.

    Nosso sistema nervoso não percebe que estamos gritando com nosso chefe para responder ao nosso pai, por exemplo. Podemos perceber somente ao refletir.

    Perguntar-se se quero querer o que quero, se quero querer viver como vivo, se quero querer fazer o que estou fazendo, é refletir.
    • Share

    Connected stories:

About

Collections let you gather your favorite stories into shareable groups.

To collect stories, please become a Citizen.

    Copy and paste this embed code into your web page:

    px wide
    px tall
    Send this story to a friend:
    Would you like to send another?

      To retell stories, please .

        Sprouting stories lets you respond with a story of your own — like telling stories ’round a campfire.

        To sprout stories, please .

            Better browser, please.

            To view Cowbird, please use the latest version of Chrome, Safari, Firefox, Opera, or Internet Explorer.